­

Assimetria facial no choro: desafios no diagnóstico

Ema Grilo, Cristina Pereira, Lina Ramos, Gabriela Mimoso, Dolores Faria
Preço base com taxas
Preço Venda3,00 €

Descrição

Asymmetric crying facies: challenges in diagnosis

A assimetria facial no choro (AFC) é uma anomalia congénita minor, relativamente frequente, caracterizada pela paralisia unilateral do lábio inferior visível em certos movimentos faciais ativos, em particular no choro. Parte do interesse clínico desta entidade advém da sua conhecida associação a outras anomalias ou malformações congénitas de gravidade variável, nomeadamente cardíacas. Embora de fácil reconhecimento no exame físico neonatal, o diagnóstico diferencial e etiológico da AFC pode suscitar difculdades, com implicações práticas na orientação clínica imediata e a médio prazo destes neonatos.

Apresenta-se um caso de AFC neonatal a propósito do qual se faz uma breve revisão teórica focada nos aspetos do exame físico e história clínica que permitem o diagnóstico diferencial e etiológico e respetiva orientação. Trata-se de uma recém-nascida (RN) com AFC marcada, de causa desconhecida, com história de sofrimento fetal agudo periparto, associada a duas malformações minor que justifcaram o seguimento multidisciplinar em neuropediatria, cardiologia pediátrica, genética médica e medicina física e reabilitação (MFR). (continua...)

Palavras-chave: Assimetria facial no choro, paralisia facial congénita
Keywords: Asymmetric crying facies, congenital facial nerve palsy

 

­

Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 1995-2018 Revista de Saúde Infantil | ASIC - Associação de Saúde Infantil de Coimbra | Portugal | Todos os direitos reservados